Entenda porque as eleições legislativas dos EUA deste ano são tão importantes


Nesta terça-feira, 6 de novembro, os EUA irão às urnas votar em seus representantes no Senado e na Câmara dos Deputados.

O resultado das eleições definirá o futuro de Trump na Casa Branca – o que tem feito democratas e republicanos travarem uma batalha pelo controle do Congresso.

Eleição nos EUA definirá novo Congresso e 36 governadores

Atualmente, os republicanos de Trump controlam as duas Casas. No Senado, eles têm maioria de 51, contra 49. Já na Câmara dos Representantes (nosso equivalente à Câmara dos deputados), há 240 republicanos e 195 democratas.

Todos os assentos da Câmara estão sendo disputados, e as pesquisas apontam que os democratas têm mais chances de conseguir uma maioria ali.

>  Espírito Santo elege Fabiano Contarato, primeiro senador abertamente homossexual do Brasil
>  #EleNão #EleNunca #EleJamais

De acordo com especialista político, há 85% de chance de o Partido Democrata ser maioria no Congresso estadunidense, neste ano. Se de fato isso acontecer, os democratas devem apresentar forte resistência ao presidente Donald Trump.

O que pode rolar se os democratas conquistarem o controle da Câmara?

Além de terem o poder de obstruir a agenda política doméstica do presidente, os democratas terão o poder de investigar Trump e seu governo, podendo até mesmo iniciar a um processo de impeachment.

Contudo para Trump ser removido da Presidência seriam necessários dois terços dos votos no Senado. Isso até hoje nunca rolou na história dos Estados Unidos.

>  Homens gays estão votando mais para candidatos anti-LGBT de extrema-direita
>  RuGirls e artistas internacionais se posicionam contra Bolsonaro #EleNão

Mas uma maioria simples no Senado é boa o bastante para que os democratas vetem indicações de Trump para cargos como juízes e de seu governo.

Caso os republicanos mantenham sua maioria em ambas as Casas Trump manteria seu poder para aprovar suas propostas.

Compartilhe!

0 Comentários

Deixe uma resposta