Carlos Alvarado é eleito presidente da Costa Rica vencendo candidato evangélico e defendendo casamento gay


Presidente Carlos Alvarado fazendo discurso a seus apoiadores após sua vitória / AFP PHOTO / Ezequiel BECERRA

A eleição presidencial da Costa Rica foi vencida, ontem, 1º de abril, pelo ex-ministro Carlos Alvarado, que superou com grande margem de vantagem ( em torno de 20%) o candidato evangélico Fabricio Alvarado. A campanha presidencial foi polarizada por assuntos como religião e casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Carlos Alvarado que é do Partido Ação Cidadã (PAC) obteve 60, 74% dos votos, contra 39,26% de Fabricio Alvarado, do partido conservador Restauração Nacional, originado nas igrejas pentecostais do país. Mesmo tendo o mesmo sobrenome os candidatos não são parentes.

“Foi um triunfo do candidato que pregou um discurso de amor e tolerância”, afirmou Rodrigo Echeverría, de 48 anos, que comemorava o resultado no centro de San José.

>  Sabrina | Os momentos mais “gays” da série
>  #EleNão #EleNunca #EleJamais

Em sua campanha, Carlos Alvarado defendeu o direito ao casamento gay, que ainda segue proibido na Costa Rica, além de ter apresentado propostas em defesa dos direitos humanos. Após saber da vitória de seu rival, Fabricio ligou para Carlos felicitando-o e declarando seu apoio para o político.

Apoiadores do presidente eleito, Carlos Alvarado, em San Jose, celebrando sua vitória / AFP PHOTO / Ezequiel BECERRA

“Meu dever será unir esta república para fazer com que siga adiante, e seja a república líder do século 21. Entendemos que esta é a mensagem da cidadania, fazer um governo para todos“ declarou o novo presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado, jornalista e cientista político de 38 anos, seu mandato começa em 1º de maio.

Com informações do Estadão.

Compartilhe!

0 Comentários

Deixe uma resposta