Gay Times elege Pabllo Vittar “Drag Hero” 2019


Na noite de quinta-feira (21 de novembro), a renomada artista de drag apareceu na cerimônia GAY TIMES Honours 500, que homenageia pessoas LGBTs e seus aliados que tiveram um impacto profundo na comunidade nos últimos 12 meses.

Em um país que tem um presidente abertamente homofóbico e a maior taxa de homicídios registrada de pessoas LGBTQ no mundo, Pabllo Vittar permanece como um farol de esperança para a comunidade gay do Brasil. Através de muito trabalho e determinação, ela é a drag queen com maior número de seguidores nas mídias sociais do mundo, recebeu mais de um bilhão de visualizações no YouTube e tornou-se a primeiro artista de drag a ganhar um MTV Award no European Music Awards deste ano.

O sucesso de Pabllo como uma artista gay e de grande representatividade está movendo montanhas pela igualdade LGBTQ, mas ela está usando sua voz para o bem. Durante uma apresentação elétrica no Multishow Brazilian Music Awards de 2018, ela gritou “Ele Não”, um slogan viral e hashtag que foi usado para mostrar oposição ao líder anti-LGBTQ do Brasil, Jair Bolsonaro, e se apresentou em Paradas de Orgulho LGBT em todo o mundo, incluindo as épicas celebrações do 50º aniversário do Stonewall da cidade de Nova York no meio deste ano.

>  Pabllo Vittar canta na sede da ONU em homanagem à rainha Elizabeth II
>  Madonna recruta queens de Drag Race para novo clipe

Talvez o mais importante seja o fato de que o Pabllo é uma prova concreta do potencial principal das rainhas drag. Ela ganhou o respeito de muitos na indústria, incluindo o superprodutor Diplo e outras estrelas pop, como Anitta e Fergie. Ela lançou seu primeiro single em inglês, Flash Pose, este ano em parceria com Charli XCX. Pabllo preencheu a lacuna entre o drag, que historicamente tem sido uma forma de arte underground, e a música convencional. A rainha comentou sobre sua jornada:

“Não sei quantas vezes a resposta foi ‘não’; poderíamos ver a discriminação nos olhos deles. No Brasil, a arte drag sempre foi algo a ser mantido nas sombras de pequenas boates e não na grande mídia, então todo sim que recebíamos era uma vitória. E não sou só eu, havia muitos artistas LGBTQ que quebraram essa barreira, e agora estamos em todo lugar. Não vamos mais nos esconder nas sombras”.

Confira a seguir, Pabllo se emocionando ao receber o prêmio “Drag Hero”.

“No Brasil não é fácil, mas eu sigo caminhando!”

>  Tom Holland, o Homem-Aranha, se confunde completamente sobre RuPaul's Drag Race
>  Luísa Sonza lança "Garupa" com Pabllo Vittar

SOBRE O GAY TIME HONOURS

GAY TIMES Honours foi estabelecido pela primeira vez em 2017 como uma cerimônia para reconhecer aqueles que causaram um impacto profundo nas pessoas LGBTQ nos últimos 12 meses. De pioneiros da comunidade a estrelas queer altamente visíveis, é um evento que reúne pessoas de toda a nossa comunidade para celebrar, elevar e inspirar.

Para marcar nossa 500ª edição mais recente como a publicação LGBTQ mais antiga da Europa, o evento deste ano é nomeado GAY TIMES Honors 500. É o maior evento da história recente da empresa, com mais de mil pessoas presentes no local com grandes performances de Pabllo Vittar, ALMA, L Devine, VINCINT, Little Gay Brother e DJ sets de Honey Dijon, Jodie Harsh e BBZ.

Compartilhe!

0 Comentários

Deixe uma resposta