OMS retira a transexualidade da lista de doenças mentais



A Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a transexualidade da lista de doenças mentais. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (18), na divulgação da 11ª Classificação Internacional de Doenças (CID).

De acordo com a organização, a transexualidade ainda está presente na CID, mas agora em uma nova categoria, denominada “saúde sexual”. Assim, ela foi retirada da categoria de “distúrbios mentais”. Isso esvazia justificativas de quem se propunha a curá-la ou a tratá-la, num desrespeito à diversidade sexual dos seres humanos.

Em um vídeo postado no canal oficial da OMS no YouTube, a coordenadora da Equipe de Adolescentes e Populações em Risco da agência, doutora Lale Say, explicou as mudanças.

>  Grindr alerta usuários brasileiros para redobrarem segurança após eleições
>  LGBTs não estão acrescentando a letra P, de pedofilia, à sigla da comunidade, isso é fakenews!

“O raciocínio é que as evidências agora são claras de que a incongruência de gênero não é um transtorno mental, e classificá-la desta maneira causa enorme estigma para as pessoas transgênero. Ainda há necessidades significativas de cuidados de saúde que podem ser melhor atendidas se a condição for codificada sob o CID”, disse.

Confira, abaixo, a íntegra do vídeo explicativo sobre a questão da transexualidade no CID-11.

Via G1 e Revista Fórum.noopener”>Revista Fórum.

Compartilhe!

0 Comentários

Deixe uma resposta