Heróis da Revolta de Stonewall


Marsha P. Johnson e Sylvia Rivera, mulheres trans e prostituas, ativistas LGBT e líderes da Revolta de Stonewall.

A Revolta de Stonewall ocorreu em 28 de junho de 1969, sendo protagonizada por trans, negros, lésbicas, latinos e bissexuais. Uma maravilhosa diversidade de pessoas que fortaleceu o movimento de direitos sociais dos LGBTs nos Estados Unidos e pelo mundo a fora (leia aqui). Conheça alguns dos heróis dessa rebelião a seguir.

Marsha P. Johnson

Mulher trans negra, drag queen, prostituta. Primeira a atirar uma pedra contra Stonewall. Co-fundadora da S.T.A.R., abrigo que ajudava jovens LGBTs desabrigados.

Miss Major Griffin-Gracy

Mulher trans negra. Agredida e presa pela polícia durante a revolta. Ativista trans por mais de quatro décadas. Ainda atua a favor dos direitos das mulheres trans.

Raymond Castro

Homem gay latino. Primeiro a resistir a prisão e brigar fisicamente contra um policial. Foi liberado pela polícia durante a rebelião, mas voltou para ajudar um amigo que não tinha documentos.

>  LGBTs não estão acrescentando a letra P, de pedofilia, à sigla da comunidade, isso é fakenews!
>  Desfile de moda em NY faz história ao escalar somente modelos trans

Storme Delarverie

Lésbica “masculina” latina. Gritou para a multidão não fazer nada enquanto era presa.Seu apelido era ‘guardiã das lésbicas’, patrulhava o local frequentemente com um bastão de baseball na mão. Sua prisão parece ter sido o estopim para o início da revolta.

Sylvia Rivera

Mulher trans latina, drag queen, prostituta. Primeira a atirar uma garrafa contra Stonewall. Co-fundadora da S.T.A.R., abrigo que ajudava jovens LGBTs desabrigados.

Devemos eterna gratidão a esses heróis e heroínas que tanto fizeram pelo Movimento LGBT no passado, pavimentando nossa luta e abrindo portas para as novas gerações de LGBTs.

Compartilhe!

0 Comentários

Deixe uma resposta