40% dos gays e bissexuais querem filtro de raça nos app de relacionamento


O aplicativo de relacionamento Chappy, realizou uma pesquisa no Reino Unido com 500 homens gays e bissexuais e levantou um grande debate sobre o racismo dentro da comunidade LGBT pelo mundo todo.

Quase 40% dos homens gays e bissexuais dizem querer que aplicativos de relacionamento incluam uma tecnologia que permita filtrar parceiros potenciais de acordo com a raça.

Mais de um quarto das pessoas que responderam a pesquisa (27%) disse que leva a raça do pretendente em consideração ao escolher um parceiro sexual.

>  Apple divulga preços dos novos iPhones XR e XS no Brasil e são os mais caros até hoje
>  O nazismo nos ensina porque um LGBT não deve apoiar e votar em Jair Bolsonaro
>  Victoria’s Secret não quer mulheres trans ou gordas desfilando para a marca

O relatório mostrou ainda que homens gays negros, asiáticos ou de etnias minoritárias têm 5 vezes mais chances de serem discriminados racialmente por outros homens gays, do que homens brancos.

Ainda de acordo com o estudo, mais de um terço dos homens de etnias minoritárias (35%) dizem que sentem serem vítimas de preconceito racial, comparado a apenas 7% de homens gays brancos.

Já alguns dos entrevistados expressaram seu apoio a “filtros de raça” como uma forma de “proteção” contra a discriminação racial que eles geralmente enfrentam em aplicativos de encontros gays.

Via MaisJR.

Compartilhe!

0 Comentários

Deixe uma resposta